Portoalegre.myht.org - TOPSHOTS Japão defende pressão contra a Coreia do Norte

Login

Codinome:


Senha:





Perdeu a senha?  |Cadastre-se!
Temas
screenshot

(4 temas)

Link patrocinado
Mapa do site
Link patrocinado

Detalhes dos Clippings

Data e Hora
17/07/2017 13:07
Manchete
TOPSHOTS Japão defende pressão contra a Coreia do Norte
Link URI
http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/mundo/noticia/2017/07/topshots-japao-defende-pressao-contra-a-coreia-do-norte-9843475.html Link externo para TOPSHOTS Japão defende pressão contra a Coreia do Norte
Descrição

O Japão minimizou nesta segunda-feira (17) a oferta sul-coreana de um diálogo com a Coreia do Norte, ao afirmar que a prioridade deveria ser a de aumentar a pressão sobre Pyongyang com novas sanções.

"Não é o momento para o diálogo. É hora de pressionar" a Coreia do Norte, declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores japonês, Norio Maruyama, a repórteres em Nova York, onde o chanceler Fumio Kishida, participa de uma reunião das Nações Unidas sobre o desenvolvimento.

"É hora de aumentar a pressão, a fim de alcançar um diálogo sério", disse Maruyama.

O ministério sul-coreano da Defesa propôs uma reunião a ser realizada na sexta-feira na cidade fronteiriça de Panmunjom para reduzir as tensões depois que Pyongyang testou seu primeiro míssil balístico intercontinental.

Se a reunião acontecer, seria o primeiro diálogo intercoreano desde dezembro de 2015.

A oferta da Coreia do Sul é feita num momento em que os Estados Unidos travam difíceis negociações com a China nas Nações Unidas sobre uma resolução pedindo novas sanções contra Pyongyang em resposta ao teste de míssil intercontinental.

Sanções mais rigorosas poderiam incluir um embargo ao petróleo, a proibição aos norte-coreanos de trabalhar no exterior e a entrada dos navios norte-coreanos em qualquer porto, juntamente com restrições comerciais mais duras.

O Japão apoia a adoção de novas sanções, mas também considera que a Rússia e a China devem fazer mais para implementar integralmente as sanções econômicas contra a Coreia já em vigor.

No primeiro semestre deste ano, o comércio entre a China e a Coreia do Norte aumentou 10,5% em relação ao mesmo período do ano anterior e situou-se em 2,5 bilhões de dólares, de acordo com dados oficiais de Pequim.

* AFP


 
Aulas Grátis

Aulas de Inglês Grátis


Aulas de Italiano Grátis

Aulas de Francês Grátis

Aulas de Alemão Grátis

Aulas de Português Grátis

Aulas de Espanhol Grátis

Aulas de Latim Grátis
 

 





Visite o Canal Estudando Línguas e Temas Diversos (Powered Leco) e assista nossas videoaulas




Topo da Pagina